Quando há pouco mais de um ano se questionava o futuro das Enduro de 29 polegadas, e até de algumas Trail com mais de 145 mm de curso, a resposta não era muito optimista. A chegada das Plus parecia ir acelerar um processo de simplificação de mercado que tinha claramente a medida maior da roda no ponto de mira.
Embora não plenamente convencidas, algumas marcas de renome começaram a eliminar dos seus catálogos os modelos 29er de longo curso e outros simplesmente pararam a evolução. Pode dizer-se que a Specialized e a Niner se tornaram quase os últimos defensores das enduro de 29 polegadas e faziam-no com muitas dúvidas, não de conceito mas puramente comerciais. O pouco público que as experimentava ficava plenamente satisfeito com o seu rendimento, mas a grande maioria dos compradores nem sequer as contemplava como uma possível opção de compra.

EWS Whistler. FOX. Bicimax
A atleta da equipa Trek, Casey Brown, participa nas EWS com a nova Slash 29er
FOX 36 FIT HSC/LSC. Bicimax
A FOX 36 FIT HSC/LSC, na versão de 29 polegadas, é uma das opções preferidas dos fabricantes. Não é em vão que a sua versão 27,5’’ é a actual líder das WSC.

As 27,5” convencionais tinham-se tornado as rainhas do longo curso, do enduro e do downhill e, conforme as marcas, também do trail. O aparecimento das rodas 27,5” Plus, com pneus de 2,8 e 3 polegadas, parecia vir dar o empurrão definitivo para o abismo às últimas sobreviventes de rodas 29 e os fabricantes pareciam ajoelhar-se, baixar a cabeça e render-se perante a evidência. Porém… Que evidência? Estavam realmente a triunfar as 27,5” Plus? Teria realmente de ser travada uma batalha de vida ou morte entre ambas as medidas de rodas?

ELES PREFEREM AS GRANDES
Hoje, um ano depois da grande aparição definitiva das Plus, as 29’’ não estão mortas nem em risco de extinção. Bem pelo contrário, estão a ressurgir com uma força inesperada.
É certo que passaram por momentos delicados, mas graças a essa época de incerteza nasceram novas bicicletas muito mais evoluídas tecnicamente e algumas até mais polivalentes, já que existem fabricantes que conseguiram desenhar quadros preparados para albergar rodas Plus ou 29er, de acordo com o gosto do cliente. Na verdade, era essa a ideia original que se traçou sobre um papel quando surgiram as Plus e que poucos fabricantes tornaram realidade… até agora.
Actualmente, se perguntar a um atleta profissional de enduro, ele dir-lhe-á que as Plus são divertidas e que são perfeitas para um vasto leque de utilizadores, mas que não são bicicletas para vencer provas, que para subir ao pódio necessita de uma roda de 27,5” ou de 29 polegadas, estas últimas cada vez mais acarinhadas.
É assim a vida. De estarem quase mortas passaram a ser uma clara opção de vitória, uma alternativa real de mercado. Uma possibilidade de compra sobretudo para aquelas pessoas que não possuem a habilidade de Richie Rude ou Cécile Ravanel, e que precisam de uma bicicleta que lhes perdoe os erros e que supere os obstáculos quando as mãos forem menos hábeis. Isso é algo que as 29er fazem na perfeição.

Niner Jet 9 Rdo. FOX. Bicimax
A nova Niner Jet 9 Rdo pode ser utilizada com rodas de 29 polegadas ou 27,5 Plus.

Niner, Specialized, Trek e Evil são quatro dos fabricantes que apostaram claramente nas enduro de 29”. E não serão os únicos

Alguns fabricantes estão a desenhar bicicletas polivalentes, que funcionam com rodas Plus ou 29er, ao gosto do utilizador

UM SEGMENTO COM MUITAS NOVIDADES
A Niner, que sempre se negou a perder a identidade da sua marca por estar plenamente convencida dos fundamentos da sua criacão, acaba de apresentar a Niner JET 9 Rdo, uma bicicleta espectacular que admite rodas de 27,5 Plus ou 29er. A JET 9 oferece 150 mm de curso traseiro e 160/170 mm na parte dianteira.
A Specialized, que também nunca quis dar o braço a torcer quanto à sobrevivência das 29, acaba de lançar a nova Specialized Enduro 2017, que, tal como a Niner, permite o uso de rodas Plus e 29er. Se as utilizar com uma 29”, dá-lhe 165 mm de curso na parte traseira e 170 mm com uma roda Plus.

Trek Slash 2017. Bicimax. Fox
A nova Trek Slash vem substituir a antiga Trek Remedy de 29 polegadas. É a nova e grande aposta da Trek Es para as 29’’ de longo curso.

Quando a Trek apresentou a sua gama 2017 houve uma certa desilusão porque muitos esperavam encontrar uma enduro 29er. Contudo, a surpresa chegaria semanas mais tarde com a posterior apresentação da nova Slash 29 que substitui a Remedy 29. Neste caso, trata-se de um modelo puro de 29 polegadas com 150 mm de curso traseiro, sem a opção de se equipar com rodas Plus. Os de Waterloo deixam-no bem claro.
E, por último, não podemos esquecer a EVIL “The Wreckoning”, uma das bicicletas mais esperadas do ano, que é uma 29er pura de 160 mm de curso traseiro.
São estas as únicas apostas para 29’’?
Não. Existem mais marcas de menor fama e dimensão que também possuem modelos de enduro de 29 polegadas, mas o mais importante – se tivermos em conta os rumores – é o que está por vir.

A nível de suspensões, as FOX 34 e 36 e as FLOAT X e X2 estão entre as principais eleitas pelos fabricantes

A nova tecnologia Boost foi determinante para dar este novo impulso às rodas de 29” em bicicletas de longo curso

Nueva Specialized Enduro 2017. FOX. Bicimax
Recém-apresentada, a nova Specialized Enduro 2017 também contempla a possibilidade de ser usada com rodas de 27,5’’ Plus ou 29’’.
Evil “The Wreckoning” 2017. Bicimax. FOX
Foi preciso esperar, mas a nova Evil “The Wreckoning” já é uma realidade que oferece 160 mm de curso traseiro.

PORQUÊ ESTA RESSURREIÇÃO?
Para alguns fabricantes não se tratou de um retrocesso, mas simplesmente da confirmação do seu conceito, da sua ideia, da sua filosofia de marca. Para outros foi o momento de voltar a apostar nas rodas grandes, porque a tecnologia veio dar alguns pequenos mas importantes passos que tornaram isso possível, relacionados com os cubos Boost, que conferem mais rigidez às rodas, e que por sua vez deram mais espaço às bainhas e permitem o uso de escoras mais curtas. Sempre o afirmámos. São apenas 6 milímetros na roda de trás e 10 mm na da frente, mas significam todo um mundo de possibilidades para um engenheiro.
Contra as Plus não há nada a apontar, talvez apenas que necessitam de uma maior oferta de pneus. Em tudo o resto, são uma excelente opção para aqueles que não procuram bater recordes. São bicicletas para levar a palavra diversão ao máximo nível, o que, na verdade, é o que a maioria dos utilizadores deseja e precisa.
Provavelmente nos próximos anos veremos muitas novidades PLUS no mercado, especialmente em bicicletas eléctricas, mas não nas provas de enduro de mais alto nível. Aqui assistiremos a uma bela e dura batalha entre as 27,5” e a nova geração de 29er.